E NÃO FORAM FELIZES
PARA SEMPRE

 2/2013

E NÃO FORAM FELIZES PARA SEMPRE

Ei… você já viveu uma grande paixão? Tem namorado? E ex-namorado?
Ah… então, você sabe quantos sentimentos podem conviver juntos no coração
de quem ama… e “desama”, desgosta, separa-se… Nessa exposição, é isso que
queremos discutir: a separação, o fim dos relacionamentos afetivos.
Nós nos inspiramos em um museu na Croácia chamado Museum of Broken
Relationships, que foi formado por doação de ex-amantes, ex-namorados,
ex-maridos e ex-esposas.
“…De repente, não mais que de repente”
Vinícius de Moraes
Nos seis módulos da exposição, você terá a oportunidade de compreender a
efemeridade das relações no mundo contemporâneo e as formas
“moderninhas” de acabar com um relacionamento afetivo. Ainda poderá
conhecer algumas curiosidades sobre a separação.
Por acaso você sabe quando ocorreu o primeiro divórcio no Brasil? E no
mundo? Você sabe dizer quando as pessoas receberam o direito de se separar
legalmente? Só em 28 de junho de 1977, através da emenda constitucional
nº9, os casais no Brasil conquistaram o direito de se separar perante a lei.
Você sabia que nosso cérebro reage de formas diferentes de acordo com as
sensações a que somos submetidos? Mas que amor e ódio são estimulados na
mesma região do cérebro? É no arquicórtex e no paleocórtex que essas
emoções são produzidas.
O processo de separação provocou, ao longo do tempo, a imaginação de
artistas de várias áreas. Na exposição, você terá contato com poesias, músicas
e filmes de artistas diferentes que expressam sentimentos de dor, angústia e
raiva por meio de seus trabalhos.
Por fim, os objetos doados pelos ex-amantes da UnB são expostos e buscam
mostrar as diversas formas nas quais se imprimem os amores do passado…
“…que seja eterno enquanto dure”
Vinícius de Moraes

O amor é sempre um tema que desperta interesse tanto quanto o término de um relacionamento, por isso essa é uma temática de interesse geral, que trata de relações íntimas e memórias pessoais, mas que ao mesmo tempo anseia ser compartilhada. A exposição pretende atingir um público específico dentro da Universidade de Brasília, pois é possível perceber que cada término, por mais particular que seja, possui características a qual todos podem se identificar, afinal de contas, quem nunca sofreu por amor?! Sendo assim, o término de relacionamentos amorosos foi escolhido como objeto de estudo dos alunos da disciplina Museologia e Comunicação IV da Universidade de Brasília. Inspirados no museu Croata Museum of Broken Relationships, a ideia da exposição é falar sobre os términos de relacionamentos afetivos, como as pessoas lidam com o fim do relacionamento e como elas simbolizam esse fim em objetos e relatos. É bem possível que você se reconheça em algumas histórias, reflita e tenha várias sensações no decorrer da exposição.

FICHA TÉCNICA

Coordenação do curso: Silmara Küster 

Responsável pela disciplina: Marijara Queiroz

Curadoria Estudantes do curso de Bacharelado em Museologia: Águeda Maciais, Allice Lopes, Andréia Firmino, Andressa Araújo, Bárbara Lorena, Fumiko Kanegae, Ingrid Orlandi, Joana Piantino, Kátia Fonseca, Lívia Aquino, Luisa Wakin, Márcio Hagih, Marcos Aurélio, Mariana Santos, Mayra de Souza, Mônica de Souza, Priscila Nóbrega, Suellen Carvalho, Tamara Neil, Thais Assis.

Apoio: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo – FAU; Universidade de Brasília – UNB; Casa da América Latina – CAL

Visit Us On YoutubeVisit Us On FacebookVisit Us On Twitter